domingo, 3 de junho de 2012

Eu, maníaco.

Há algo de realmente me perturba em certos doentes, algo que mexe comigo de uma forma quase compulsiva. Não são os odores corporais, desagradáveis em si mesmo mas perfeitamente suportáveis; também não são as feridas, mesmo as mais purulentas e nojentas; os líquidos corporais com eles posso eu bem. Não, nada disso.
O que realmente mexe comigo e me enerva para lá do racional é o facto dos doentes se enrolarem todos nos lençóis! Assim tipo casulo ou então quando o lençol se torce todo na cama quando este arrasta pelo chão porque não está direito como deve estar, está atravessado, na diagonal, do avesso. Que esteja amarfanhado no fundo da cama porque o doente está com calor ainda vá. Agora todo torcido é que não!
Na minha cabeça (e talvez só na minha) há uma certa forma de dormir e de lidar com o lençol. Não me perguntem qual é, não faço a mínima ideia. Mas lá que há, há.

5 comentários:

saudosa disse...

Compreendo-te perfeitamente...!!! Isto dos lençóis ou cobertores todos enrolados tira-me do sério!!!

O Outro Lado do Amor disse...

como compreendo:)

Ana C. disse...

Eu odeio sentir vincos no lençol. Isto deve ter tratamento.

Hugo de Oliveira disse...

LOL,
O importante é dormir, seja com lençol, sem lençol, seja às avessas, seja enrolado ou por enrolar :p

Hugo

Ana Luisa Salvador disse...

he he he não pude deixar de rir e quase de me "urinar", ter uma micção pelas pernas abaixo com este comentário...a mim o que me irrita são os doentes que fazem fita que tudo é um drama para eles...opá sinceramente hoje só me apetece GRUNHIR!!! Xiça...um que não evacua à 5 dias e parece que o mundo vai acabar, mas tambem não consegue enfiar um simples supositório no rabo...a lingua está sempre afiada mas os dedos pelos vistos não..oh haja paciencia...no meio do meu triste mundinho...os lençois são mesmo um mal menor!!! Valeu mesmo a risada...boa sorte ...