terça-feira, 7 de abril de 2009

Um bom desafio nunca se nega!!!

A minha compincha virtual de escrita de blogonovelas, Ana C. lançou-me (mais) um desafio. Trata-se de contar a nossa história de Amor... (sempre o Amor, não é Ana?). Eu, rapazinho enamorado desde cedo, posso muito bem contar-vos a minha história... se bem que alguns de vocês já conheçam uma parte dela... Trata-se da história de como eu e a M nos conhecemos e do nosso primeiro beijo, e começa assim...

Ele andava naquela escola desde sempre. Estava já no 10º ano e era relativamente conhecido por uma franja da população da escola, aquela um pouco mais marginal, gótica ou com um certo gosto pelo alternativo e cujo ponto de convergência era a música. Tinha a vantagem de receber cassetes com gravações dos últimos álbuns dos grupos mais conhecidos e de ser o primeiro a conhecer novos grupos que eram já sensações no estrangeiro. Era um primo, residente em Paris e um verdadeiro amante de música que lhe enviava esses tesouros.
A sua popularidade aumentou quando, no auge da popularidade dos Nirvana, logo após a edição de "Smells Like Teen Spirit", ele tinha já na sua posse não só o álbum mas também uma t-shirt oficial do grupo. Rapidamente começou a ser reconhecido por isso e, aqueles que não conheciam o seu nome, o referiam como o Nirvana. O nome até nem era descabido, pois ele era talvez quem mais conhecia o grupo e a sua música, bem como factos acerca dos elementos do grupo. Além da t-shirt, os seus cadernos de capa negra estavam forrados com fotos da banda e, entre os apontamentos das aulas era frequente encontrarem-se excertos das letras depressivas de Kurt Cobain.
Mas ele não era, de todo, um marginal. Movia-se bem entre as várias tribos do liceu, era reconhecido pelos professores porque era um bom aluno, participativo e dinamizador das aulas. Não era o típico adolescente calado e metido em si mesmo, era confiante, alegre, comunicativo, fazia desporto, jogava à bola na equipa de futebol da cidade e isso garantia-lhe o contacto com muitos grupos diferentes e o acesso a diversos grupos com interesses bem diferentes uns dos outros.
Até que um dia chegou Ela...
Lembram-se??
Para fazer "render o peixe"(que ando fraquinho de ideias para escrever!!) conto-vos a história em 3 partes: esta, a história da M. e do nosso encontro e o primeiro beijo. Vale? Ok... mas quero resmas de comentários, or else...

5 comentários:

Ana C. disse...

Não posso!!!! Eras tu o rapaz da t-shirt dos Nirvana????? Agora caí de quatro. Por favor não nos deixes muito tempo à espera da continuação.

Miguel C. disse...

Ah, ah, ah!! Surpresa, amiga Ana C.?? Eu disse-te que já sabias uma parte da história...

Sanxeri disse...

Ora, nao diria que eras fã dos Nirvana. Um outsider, portantoosss. :P

Sílvia disse...

Pronto estou à espera do resto =)

bjo**+

L. disse...

:O oh Ana, não deu logo para perceber que era o Miguel?! Eu não sei porquê percebi logo que era ele :P

Miguel?! E o próximo capítulo?! Quando chega?