quarta-feira, 25 de abril de 2012

Curta Crónica do Cagaço


Chiça. Esta noite tive, não diria medo, mas um certo arrepio frio na espinha. Então recebo um doente, deficiente profundo, pálido, margro e com montes de deformações esquelêticas. Apesar de novo, não fala e é completamente dependente. Bastante agitado porque estava cheio de dores dei-lhe um pouco do analgésico prescrito.
Eis senão quando sinto alguém (ou algo que me observa) e, virando as costas lá estava ele: pele amarela e baça, apenas com uma fralda como vestimenta, de pé no meio do corredor com os braços dobrados numa posição estranha, as mãos estreitas com os dedos compridos e finos, ligeiramente inclinado para um dos lados e curvado para a frente fruto da sua coluna torta, com uma corcunda assimétrica e, acima de tudo com os olhos esbugalhados a olhar-me profundamente, com a boca entreaberta deixan-do adivinhar a sua falta de alguns dentes. Para piorar a cena, a médica tinha acabado de me dizer que ele tinha o coração "ao contrário", ou seja virado para a direita em vez de para a esquerda! Brrrr... lá está ele, o arrepio.
Juro que a imagem que me veio a cabeça foi esta:


Pelo sim pelo não, já aqui tenho uma estaca bem afiada ao pé de mim, não vá o diabo tecê-las...

 


6 comentários:

Daniela disse...

Ui! A imagem não é bonita...

Tia Complicações disse...

Por vezes o que parece, não é assim tão feio. São pessoas dignas de pena e por vezes revelam uma beleza interior que se vê no olhar.
No entanto que Deus nos salve e guarde de uma infelicidade destas

Ana C. disse...

Não tiveste medo, tiveste receio, não foi? :)

Carla Isabel disse...

Não deste nem um pulinho de susto?

Eu quando me assusto sae-me sempre uma asneiro-la, nomalmente aquela que começa por "F". Shame on me!

hesseherre disse...

TRAGAM-NO AO PITANGUI QUE ELE RESOLVE A PARADA, MAIS UMA BOA PERUCA E UMA HÁBIL MANICURE,E O CARA VAI SE CONFUNDIR COM A MALTA...

Silvina disse...

Olá Miguel, descobri o teu blog há pouco tempo, por acaso. Li-o todo, em 4 dias, de uma ponta à outra. Adoro o teu sentido de humor, e devo ser um bocado estranha e perturbada, porque nenhum post me chocou particularmente. Deu sempre para entender a fina (e às vezes bardajona) ironia e soltar uma risada!
Escreve mais vezes -com mais regularidade! :)
Um beijinho*