quarta-feira, 22 de junho de 2011

Carreiras alternativas.

O post anterior não surge do nada, apenas porque me lembrei de compilar todos os esteriótipos associados ao emigra tuga. Nada disso. A verdade é que encontro imensa gente (mais do que consigo compreender) que ao saber que vou trabalhar para a Suíça me pergunta: "Mas vai trabalhar como enfermeiro ou..." deixando a pergunta no ar como que processando as alternativas. E isto mostra um grande preconceito face ao emigrante português! E eu lá respondo "Então...? Pois..." mas com muita vontade de responder algo do género:
"Nã! Enfermeiro? Era o que faltava! Ia lá eu quebrar com gerações de pedreiros, jardineiros, empregados da limpeza, empregados de cozinha, garçons, barmans e porteiros de hotel portugueses que dominam por terras helvéticas. Pfff."
Sem desprimor para nenhuma destas profissões (eu até tenho familiares muito próximos em 4 ou 5 destas profissões lá na Suíça!) até porque em algumas delas se ganha mais que na enfermagem!, mas isto só revela que na mente das pessoas se vais trabalhar para o estrangeiro deve ser para fazer este tipo de trabalhos.  

3 comentários:

Anónimo disse...

Hum e há outro preconceito novo: se vais para fora é porque aqui estavas mal. Bem pelo contrário, estava bem e queria ainda melhor.

Marcia P. disse...

Miguel,
Infelizmente, este é o conceito de muitos que vão lá para fora que a única alternativa é o sub-emprego.
Se temos muito a oferecer, é melhor quebrarmos certas regras e preconceitos.

Aline disse...

Pois, por isso devemos ter cuidado com os estereótipos, mas há quem não encaixe o que lê ou o que ouve e pense que esses trabalhadores são cafonas e envergonham o povo português. Há sim senhora, "tugas" desses espalhados pelo mundo, mas não são todos assim.
Gosto do que escreves, não leves a mal as minhas palavras e desejo-te toda a felicidade do mundo naquele mundo novo.