terça-feira, 18 de maio de 2010

Sinto-me... revoltado.

Perdoem-me voltar a isto mas há cada vez menos pachorra para estas merdas! PUTA QUE PARIU OS CIGANOS!!! Não há um turno, UM, em que não haja qualquer tipo de atrito com esta gente. Gentinha mal-cheirosa, feia, desdentada, manipuladora, agressiva, criminosa, aldrabona, burra, ignorante, tacanha, histérica. Como numa matilha de animais selvagens juntam-se e urram, uivam e berram aos quatro ventos as suas desgraças que são sempre maiores que as dos outros. Fazem da ameaça o seu principal argumento, não aceitam nada que vá contra aquilo que eles entendem que deve ser. Trabalho num sítio implantado mesmo no meio de uma área de influência cigana. Cruzo-me com eles na rua, no café, à saída e à entrada do hospital. Já não os posso ver, sinceramente. Aquelas roupas pretas e encardidas de sujidade metem-me nojo, as mulheres casadas gordas, desdentadas e de corpo disforme repugnam-me, as solteiras, magras e com ar de puta étnica irritam-me, aos putos mal-educados, mimados e arruaceiros dá-me vontade de dar chapadas, os gipsy-teens arrogantes com ares de mafiosos controladores, não posso com eles e os velhos patriarcas armados ao quero-posso-e-mando não me inspiram propriamente sentimentos de ternura típica da terceira idade.
Podia aqui descrever imensas situações de conflito causadas por este grupo de gentalha inútil mas não vale a pena. Já tirei a raiva do sistema.
Que me desculpem a meia-dúzia de ciganos decentes que decerto existirá... eu não conheço é nenhum.

19 comentários:

Melissinha disse...

hahahahahah que coisa horrorosa!

Ei, esposas gordas com dentes valem?

PS - há aqui ciganos no bairro também, mas tudo gente boa, dentro da cena deles. Agora o que para mim era mandá-los todos para a lua eram os mendigos profissionais romenos.

almighty yellowphant disse...

Eu não tenho nada contra ciganos, até porque imagino que algures no mundo devem existir ciganos decentes. Mas digo-te, tenho um certo medo deles. Já fui perseguida, insultada, assaltada e apalpada por ciganos. Tudo em ocasiões diferentes e sujeitos diferentes. Não há-de uma pessoa ficar de pé atrás. Para não falar da primeira vez que andei de mini bus. Assisti a uma cena que me assombra os meus sonhos todas as noites (que hipérbole :b): um ciganito para aí de 9 anos a mamar, literalmente, e o pai a dar-lhe ânimo... Qualquer coisa como: isso, chupái nas têtas da tu mai. Puxa ben com força, homên.

A sério, medo...

Ana C. disse...

ahahahahahahahahahahahahahahahah
uhuhuhuhuhuhuhuhuhuhuhuhuhuhuhuhu
Eu hoje estava a precisar de rir.
Esqueceste a parte do Ser socialmente parasitário que é o cigano. Além de milhentas outras tangas para chular o Estado, descobri há pouco tempo que há casais de ciganos que se divorciam só para conseguirem mais e melhores subsídios. Depois na prática continuam a viver juntos e levar vida de casados, só que com mais guito estatal, que é como quem diz, do nosso guito.

Ana C. disse...

Ai agora li o comentário da almighty e já me mijei a rir. Mas atenção também há pessoal bem ocidental, moderno e lavado que acha que dar de mamar aos putos até eles terem relações sexuais é normal.
Acho sempre giro a parte do Eu não tenho nada contra ciganos MAS...
EHEHEHEHEHEHEH

fiel leitora disse...

Pois! É um facto! Os ciganos a mim também me causam a mesma repulsa!
E eu detesto sentir isso porque não sou racista, nem xenófoba, adoro a diversidade que as diferenças trazem.
E por causa dos ciganos não posso dizer que não sou racista! Sou!
DETESTO CIGANOS! Por tudo isso que tu dizes!
Pá...e as mulheres quando ficam viúvas? Não se lavam durante não sei quanto tempo e ficam com um cheiro INSUPORTÁVEL e nós TEMOS que aguentar...
Os mendigos profissionais romenos são os ciganos originais. A mesma massa!

Elisabete Martins disse...

Subscrevo na totalidade. Escreve muito bem. Parabéns!

Guilherme de Carmo disse...

concordo integralmente com o post. Claro que deve haver alguns que são suficientemente inteligentes e civilizados e que percebem que eles não passam de escória reles. trabalho num SU e sempre que por lá aparecem, é tal e qual como o Miguel fala.. todos iguais, estupidos de merda.. e como andam em matilha intimidam toda a gente. Detesto-os profundamente, pessoas vazias, agora se cheiram mal caguei... o que incomoda é a ciganice que têm naquelas mentes. Não tenho preconceitos ideias racistas, sou padrinho de um puto em Africa, não tolero muito bem as ideologias tradições dos muçulmanos, orientais, mas caguei para eles também.. agora ciganagem, não os suporto!!

I. disse...

Uma vez que trabalhas num hospital, estás absolutamente justificado. A minha cunhada esteve internada um mês na Alfredo da Costa (gravidez de risco) e contou-me histórias de perfeito horror. Quando havia uma cigana internada ninguém dormia com a gaja a ulular e gemer noite fora; nem sossegava durante o dia, com a romaria de visitas malcheirosas e carregadas de tachos. E se alguém chamava a atenção, ui, racistas!

A história da inclusão é muito bonita, mas aplica-se a pessoas que se querem integrar. E querer não é só para receber, é também para dar.

Autora de Sonhos disse...

...acrescento só mais um: racistas!

Tb não tenho pachora....pfff....

mãeee disse...

Como bem escreve a autora de sonhos, um dos poucos acrescentos que se poderiam fazer é mesmo esse: são extremamente racistas e só olham para os outsiders (nós!) na perspectiva do usofruto: andam na escola porque dá muitos 'miléuros' à família, aproveitam tudo o que o SNS lhes proporciona, ..., enfim, recebem bem o nosso dinheiro.
No domingo passei a noite num SU e assisti a uma cena tenebrosa, com ameaças de tiros e mortes a enfermeiros e polícias e, quando o rapaz foi mandado embora, descansar e trabalhar a resposta foi pronta: trablhar eu porquê? para trabalhar estão cá vocês, que eu vivo do rendimento mínimo...
beijos esclarecidos

Anónimo disse...

E quando há um internado no hospital... acampam no jardim, e quando saem de lá... até fraldas lá ficam...

Guilherme de Carmo disse...

por mim era mandá-los todos num cruzeiro tipo Titanic.. gentinha de merda.. lixo.. inúteis

Anónimo disse...

Miguel, o que te vale é que os ciganos não são dados à internet!
Habilitavas-te a uma espera à saída do hospital...
:D

Tia Complicações disse...

Os ciganos são mesmo assim, um por todos e todos por um.Também não gosto quando invadem o meu espaço. Meto-os logo no lugar.
Vão todos lá para fora só aqui fica o quem é para ser atendido.
A cigana diz logo:_ ÓOO senhôra ele nâ sab leree. Essa gente só vive de expediente, do abono dos filhos e do rendimento mínimo.Nunca fizeram puto na vida. Por isso desocupados como são fazem grandes reuniões à porta dos serviços públicos.
Quando desocupam o gabinete o Brise purificador do ar entra logo em acção. Não me considero racista no entanto as verdades têm que ser ditas.
Uma vez um senhor contou-me que os ciganos registavam-se nos registos civis dos vários concelhos e nos fundos de desemprego. Isto para como é óbvio receberem vários abonos de família e subsídios. Só quando eram chamados para a tropa o mesmo jovem aparecia várias vezes com cartas para se apresentar à inspecção. Aí é que era tudo descoberto. Penso que agora com a troca de informação mais rápida e acessível isso seja mais difícil. No entanto há muitos ciganos que vivem do rendimento mínimo e têm bons automóveis. Como fazem? Não sei .....

Anónimo disse...

Opá... a tua descrição dos Ciganos foi hilariante... concordo com tudo... no entanto conheço uns ciganos, q apesar de terem todas as ideologias ciganas, são mto boas pessoas... desta familia eu gosto :) (há sempre a excepção à regra, né)
Nota: não sei se no entanto acampam à porta dos hospitais, nem se n tomam banhinho... mas são boas pessoas e no q diz respeito a mim são super educados!

IG

Conceição Barreta disse...

ciganos são outros,para abater,este post até dói por ser tudo VER-DA-DE.Mas o nosso estado dá-lhes subsidios e eles passam os dias ao sol com bons carros topo de gama e a traficar,quem não sabe disso,ah e ainda se gabam trabalhar nãaaaoooooo .excelente post,tanto haveria para dizer,parabéns.....

Débora Orrico disse...

Vejam lá, aqui a nada querem fazer campos de concentração para o que chamam de "gentalha, inúteis, gente a abater, gentinha de merda, lixo, escória, reles", aposto que do Hitler e das suas ideias já acham monstruoso. Pois, estão a ser iguais, exactamente iguais. Qual é a parte do estarmos a falar de seres humanos que não percebem?!

Choca-me que haja tal desdém por uma etnia nos dias de hoje. É este tipo de ideais xenófobos querem passar a gerações mais novas?? É exactamente este tipo de ideias que leva a conflitos, a guerras, a divisões. Não se vai a lado nenhum assim.

Dos senhores de fato, que cheiram bem, com os dentes tratados, com aspecto limpo e 'decente' e que se fartam de nos roubar por trás (sim, os políticos) não faz mal, não, os ciganos é que são maus, deviam ser exterminados (dose de sarcasmo nesta parte). Sermos roubados por gente com sorrisos e boa higiene já não nos incomoda, isso não, deixamo-nos estar quietinhos e acomodados. Hipócritas.

JBrito disse...

Já tinha lido a algum tempo este Post, mas não há descrição mais perfeita dos Ciganos, como a sua Sr. Enfermeiro.
E sei do que falo, vivi na Damaia/Amadora, durante 24 anos.
Muito bom mesmo.
MCumps

JBrito disse...

Só mais este (comentário), pode ser?
Senhora Orrico até a razão, mas não vive aqui perto pois não?