sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Isso fica "buéda" mal...

Se há coisa que me irrita actualmente é a "adolescencialização" (que belo vocábulo!) de muitos dos trintões que conheço, fenómeno esse que parece alastrar a uma determinada franja da malta nascida nos 70's. É malta trintona que já tinha idade para ter juízo mas que opta por se aproximar da geração que está agora nos 20 anos.
Isso traduz-se nos mais variados comportamentos mas o que me irrita mais são essencialmente estes:
-escrever SMS constantemente, produzir conversas inteiras através de SMS. Não me venham com a conversa que "sai mais barato". Um trintão que se preze liga, combina um café e conversa o que tem a conversar.
-pior que isso, escrever SMS com "axo", bjx", "kero", "cudos" e todos esses neologismos típicos de uma geração que não é a nossa.
-ainda pior que isso, falar no mesmo registo dos putos e utilizar incessantemente vocábulos como "bué" (o horror!), "buéda" (a catástrofe!), "", "LOL", "men", "props" e por aí a fora.
- andar feito "pitinha aos saltos" a vibrar com este ou aquele grupo musical. Além se ser completamente fora de tempo, fica mal. E, convenhamos "30 Seconds to Mars"? P'amordedeus!
- Tentar aproximar-se dos filhos tentando ser "o melhor amigo", entrando no contexto e registo deles. Esta é a piorzinha de todas. Não é suposto sermos o "melhor amigo" dos nossos filhos. Somos pais e isso implica um fosso geracional que ser quer saudável.
Mas isto sou só eu a pensar...

12 comentários:

Autora de Sonhos disse...

"props" desconhecia!
Isso quer dizer exactamente o quê?

Doce disse...

Mando bastantes sms, porque me sai mais barato, mas não converso por sms lol. Nem sei como alguém o consegue fazer. E quanto à conversa dos filhos nem digas mais. Isso parece que virou moda. Eu sou amiga do meu filho, mas acima de tudo sou mãe. E serei sempre em 1º lugar mãe e só depois amiga, portanto existem uma enormidade de coisas que não quero que ele partilhe comigo. Isso fica para os seus amigos.

Anónimo disse...

Miguel mas que quadrado, com todo o respeito :)

em primeiro lugar a geração do buéde, se'tor, fixe, bacano e muito mais fonismos gramaticais foi realmente a de 70 que iniciou.

Não temos de ser cotas só porque "estamos cotas", principalmente entre colegas e amigos.

depois existe uma coisa que se chama adaptabilidade, não vejo mal nenhum em usar as novas tecnologias para "conversar", expor ideias e tudo mais, para isso é que foram criadas, para facilitar a vida ao pessoal.

cuidado Miguel, por esse andar aos 40 já não pode ouvir falar em internet (que é p jovens) e outras coisas que mais forem surgindo.

beijokas :D

luzia M

Anónimo disse...

eu tenho 41 anos e mando smss a amigos, marido etc lol ..pk diabo n haveria de o fazer?? eu estou viva nesta geração e acompanho-a , n me parece ke tenha ke viver no passado para ser adulta..
tb utilizo abreviações e os kapas, como forma mais rapida de escrever pk n tenho tempo nem pachorr para mais na net.
e eu sou a melhor amiga dos meus filhos apesar de tb ser a mãe..
mas é a tal coisa n tenho blog materno , n sou perfeita e n tenho a menor vocação apra gabarolices lol

Melissinha disse...

PROPS POR ESTA CENA, MAN.

Anónimo disse...

Mas não é suposto sermos os melhores amigos dos nossos filhos porquê?
Lá por ter nascido nos 70´s, não significa que eu não possa fazer e dizer tudo o que mencionaste no teu texto. Não sou mais nem menos ajuizada por dizer bué.
E o que raio é isso do "já tinha idade para ter juízo". Por favor...

Anónimo disse...

O que significa PROPS?

ass.: pessoa com 20 anos :S

saudosa disse...

Caro Miguel,

Não podia concordar mais consigo!

Tb eu, nascida nos anos 70 (devo ser muito cota!!!), não consigo "encaixar" o facto das pessoas deixarem de saber escrever em português! Já não basta a porcaria do novo acordo ortográfico e ainda temos que levar com estas linguagens... e não me venham com a desculpa que é para escrever mais depressa... se seoubessem escrever correctamente português levavam tamto tempo como com as abrevituras... para além de que a língua portuguesa já tem abreviaturas correctas!!!!

Quanto filhos.... também concordo a 100%! Antes de mais somos pais!

Beijinhos, bom trabalho e boa viagem!!!

JBrito disse...

Xô enfermeiro, você é um desbocado dos melhores que já li nestes últimos dois anos, a sua linha de raciocínio é idêntica á minha, com a diferença que expõe mais rápido do que eu, tempo, preguiça, não interessa, sim senhor, BOM TEXTO!!!
Jorgebrunabrito.blogspot.com

JBrito disse...

Só mais uma coisinha pequena, muito pequenina, mas porquê os comentários de desacordo são todos anónimos????
N perxebo, pk???
Ah ah ah...ou melhor LOL!!
Esta gentinha dá cabo de mim?
Força Xô Enfermeiro!!

Eugénio disse...

Meu caro Sr Enfermeiro... Tem toda a razão naquilo que escreveu... em todos os pontos diria eu.


Ainda não cheguei aos 30, sou perfeitamente integrado na sociedade, tenho amigos e escrevo sms quando é apropriado obviamente. Apesar disso não escrevo com "kkk" ou "axos" etc.

Muitos dizem que isso é para poupar caracteres nas sms... Inocentes que não conseguem ver os estragos que isso lhes vai fazendo.

Exemplo: Tenho um blog, e muitos colegas de profissão encontram-me em pesquisas pela net. Muitas vezes sou contactado com pedidos de esclarecimento ou mesmo ajuda para quem parte para uma aventura semelhante à minha. Fico parvo quando verifico que metade desses e-mail de colegas licenciados são escritos com os tais "Kero", "kuanto", "axo", "nexexito d axuda" etc... Ora qual é a minha vontade de responder a um e-mail desses? A verdade está bem há vista, onde esta pratica realmente causa imensos estragos na capacidade de escrita em Bom Português.. é um facto inegável.

Ana Lima disse...

eu envio sms sim (agora nem tanto que isto de ser emigra, e usar roaming sai caro... em "conversas informais" (facebooks, mensagens privadas entre amigos e afins) tenho tendencia a abreviar, (abreviar no sentido "q" em vez de "que", "qanto" em vez de "quanto" e por ai vai... ja em contextos mais formais (mensagens a gente que nao conheço bem, curriculos, blog, foruns e por ai ja nao abrevio. mas essa do "abreviar" substituindo x por ch ou por s ja nao me cabe. conheço gente q escreve "entaum caraxax?" mas que diabo se abrevia ai? ou entao "olah, xta tudoh? (essa de acrescentar h no fim das palavras tambem nao entendo). sou muito tolerante, mas neste caso sou mais pelo metodo "paulada na cabeça" ou entao "fala-me em portugues, castelhano ou ingles, agora da forma que escreves parece mandarim ou russo e eu essas nao entendo"

tenho 19 anos