quinta-feira, 14 de maio de 2009

À mulher de César não basta sê-lo...

Eh pá, nunca pudemos ser apanhados!! Como dizia um professor meu: "Vocês são umas bestas mentecaptas, é um facto. Contudo, o que conta é o resultado final do exame, mesmo que seja a copiar. Vocês podem até copiar, não é crime, não podem é ser apanhados." Acontece que esta mente genial, conhecida por levar 9 em cada 10 alunos a exame e por ter a mania de se gabar disso mesmo, foi apanhado na curva por um grupo de 4 alunos que lhe sacaram o teste. O fulano andou o resto do ano a matutar como é que raio ninguém tinha chumbado!! E mais, sendo a nota máxima que ele admitia o 14, como é que toda a gente da turma tinha sacado do 16 para cima! Mas isso é outra história...

Enfim, a lição a tirar é: nunca devemos dar parte de fraco! Exemplo: um doente aparece com uma doença que nós até já ouvimos falar, mas não conhecemos bem. Para facilitar digamos que o doente vem com uma hipertensão e coloca a seguinte questão: "Sr. Enfermeiro, o que é que causa a hipertensão?" Há uma frase chavão que é infalível:

- Como deve saber, o corpo humano é muito complexo pelo que essa situação pode ser resultante de uma multiplicidade de factores, pelo que é difícil isolar apenas uma causa.

Depois é fazer um discurso aparentemente estruturado e científico onde constem palavras como "sintomatologia multifactorial", "origem idiopática ou iatrogénica", "evolução insidiosa", "assintomático", "síndroma", "beta-bloqueantes", "anti-hipertensores", etc, etc, etc...

Garanto-vos que, na esmagadora maioria dos casos, as pessoas ficam impressionadíssimas e com a certeza que estão a ser cuidadas por um profissional diferenciado e altamente qualificado. E fala a voz da experiência.

4 comentários:

joaot disse...

ao menos o tal professor foi honesto o suficiente para nao viciar a correcçao a favor dele...menos mal menos mal

Sanxeri disse...

:P Bem, boas notas é o que os alunos querem.

Quanto às palavras que os doutores usam, é preciso um dicionario para os perceber. A minha mae costuma dizer "e agora se faz favor traduza isso para portugues" :P

Only Words disse...

Antes de tudo deixa-me dizer que gosto deste teu espaço. Parabéns.

Quanto ao post, só me deu para rir, porque pactuo da mesma opinião. Uma boa parte do circulo de pessoas que me rodeia é dá área da saúde (minha mana é sô Dr.ª), o que, de uma ou de outra forma, me tem ajudado a entender a linguagem/termos complexos. Ou seja, já não me impressiono com alguns diagnósticos rebuscados!

Tasha disse...

Ó Miguel, sabes, por isso é que gosto tanto dos médicos aqui no UK... Explicam tudo como se nós tivessemos 3 anos. Em Portugal passava-me!!
Quanto ao Prof, tive uma assim... BRUXA!! Mas nunca a apanhámos na curva.