segunda-feira, 20 de julho de 2009

Sem tirar...

Hoje ouvi uma expressão que já há muito não ouvia. Uma expressão que sempre me fez reflectir e que nunca fui capaz de bem compreender. Também nunca questionei ninguém acerca do seu real significado. "Dou duas sem tirar fora." é esta a expressão, associada ao auto-elogio da forte, longa e dura performance sexual do homem em questão. E isto causa-me uma dúvida essencial: como se quantificam essas duas? Qual é o critério para se dizer que se deu duas?
Primeira abordagem, do lado masculino: "dei duas sem tirar" significando que conseguiu ter uma primeira ejaculação, não perdeu a erecção e teve ainda arte e engenho para conseguir uma segunda ejaculação. Custa-me a crer. O pénis está programado para relaxar após a ejaculação, o sangue abandona os corpos cavernosos que, quando cheios conferem a dureza típica do pénis erecto, e vai irrigar outros órgãos que precisam mais dele. Mas custa-me essencialmente a crer porque eu não sou capaz de semelhante proeza!! E isso mexe com o meu orgulho masculino. E, a julgar pela quantidade de super-homens sexuais que apregoam as suas façanhas no domínio de técnicas para dar prazer ao sexo feminino (o vulgar "parti-a toda!!"), temo estar afastado de algum segredo do domínio masculino. Quando muito, eu fico todo partido...
Segunda abordagem, do ponto de vista da mulher: "dei duas sem tirar" significando que conseguiu oferecer à sua parceira o gozo de dois orgasmos sem que ele tenha ejaculado entretanto. Possível, mas mesmo assim difícil. Não sou mulher mas sei que o orgasmo "para elas" é muito mais elaborado e difícil de conseguir do que para eles. Ora porque é muito rápido, ora porque é devagar, um pouco mais para cima, um bocadinho mais para baixo, mais para a direita mas não tanto. Implica uma série de rituais pré-acasalamento que nem sempre o homem está disposto a seguir. Considerando que estes homens não me parecem o tipo de "jantar romântico com conversa interessante e preliminares durante uma horita", sendo mais o tipo "vira para cá a franga", é-me difícil de imaginar que alguma mulher tenha pelo menos um, quanto mais dois orgasmos. Sendo que os fingidos não contam.
E pronto, é isto que tenho para partilhar com todos vós. Mais uma reflexão de extrema importância que julgo ser maltratada pela comunidade pensadora e científica deste país.

12 comentários:

Dive disse...

lolololol

Uma reflexão genial!!!

Um abraço

Crayon disse...

Bem...tambem não somos assim tão exigentes, a vos é que lhe custa encontrar o ponto certo, lá esta, falta de pontaria, já nos sabemos sempre onde ele está... e voces queixam-se de barriga cheia, pois enquanto nós damos sempre frazer e vos fazemos chegar ao orgasmo, voces (alguns) nem sabem quando nos figimos o temos mesmo um orgasmo.
Mas parabens pelo post está interessante :P

bah, Bjoquinhas

S* disse...

Sim, de extrema importância. :P

Nunca vi tal coisa acontecer com macho meu, admito.

Mas conheço que dá duas sem tirar... e ouvi dizer que a coisa dói. E eu acho legitimo que doa, porque se está a forçar uma coisa que não devia ser forçada.

Ana C. disse...

Estás a aquecer para o Palpitar da Paixão :)
Nunca tinha ouvido tal expressão. Ele não quererá dizer que dá duas esguichadelas em dois minutos?
Quer-me parecer que quem muito se gaba pouco se vem. AH AH AH

Kitty disse...

Essa do "dei duas sem tirar" cheira-me a discurso de gajo que não tira porque não chega a entrar ahahahahahahaha
Pois eu gosto de homens normais, daqueles que tombam para o lado e passados 5 minutos renascem das trevas :o)

Sophie disse...

Essa dos 2 sem tirar para fora, embora pareça mito o meu homem em questão já fez lol
Não é comum e nunca me tinha acontecido mas olha, ele é um super homem e eu não me queixo :P

1ª vez que aqui comento disse...

Tinha que escrever...sim é mesmo possível.
Confesso que "duas sem tirar" só uma vez numa noite de incrível paixão...

Agora, dois orgasmos por vez...é pão nosso de cada dia.

O autor da(s) proeza(s)? O meu "óme".

Assina, uma respeitável senhora casada

cristina disse...

Ha ha ha tem toda a razão e aqueles que dizem que fazem isto,aquilo que dura horas e horas e depois nao pratica é tão bom não foi,acredite e que nós mulheres falamos muito umas com as outras

jocares disse...

lol, não poderia tar mais explicadinho.

existem mulheres que conseguem atingir o orgasmo mais depressa do que outras. poderá estar aì o truque de tais "super-homens"

cpts,

jocares

Miguel disse...

Para Sophie e 1ª Vez que Aqui Comento: SORTUDAS!! Obrigado pela continuição e, já agora, por afundarem a minha masculinidade, ok?
("ómes" destas senhoras: vocês são os meus novos ídolos!)
;)

Lúcia disse...

Não conhecia a expressão e a mim só aconteceu uma " vez " com o meu gajo, em 9 anos de relação. Na 2ª rodada o membro não estava tão firme e hirto mas que aconteceu, aconteceu.
Sinceramente, não foi melhor nem pior que das outras vezes, foi diferente, mas nem mais nem menos intenso. Bom, como é costume ahh e eu não finjo nada, q qd fingi o gajo apanhou-me na curva, lol

2ª vez que comento lol disse...

2ª vez que comento...

Não era para ser um ataque à masculinidade de ninguém, ora!

Também não era bem para exaltar o meu "óme"...

Era mais para dar valor a uma relação em que ambos se conhecem e se amam...

Novamente assina a respeitável senhora casada

P.S. parabéns pelo blog, vim cá ter de blog em blog e agora já me agarou