quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Da Realização Pessoal.

A vida é feita destas coisas. Nunca gostei de correr, não percebia o objectivo. Todo o desporto que não envolvesse uma bola não era para mim. Mas depois, os 30 anos mudaram tudo! E no último domingo, 26 de Setembro, cumpri a minha primeira meia-maratona! São 21 km de prazer e sofrimento, muitas vezes em simultâneo! A esmagadora maioria das pessoas não tem a noção real do que são 21 km, até porque de carro se demora 15 minutos a percorrer essa distância. 21 km parece "já ali", mas não é! É partir do tabuleiro da Vasco da Gama, correr até Sta. Apolónia e regressar parando em frente ao Centro Comercial Vasco da Gama no Parque das Nações! Correu tudo bem até ao km 14. Depois "quebrei" um bocado e arrastei-me até ao km 18. Fui ultrapassado por imensos atletas e estava a "ferver"!! Sentia-me lento e pesado e só queria que acabasse! Se estivesse na mesma situação à 10 anos atrás teria arrancado em fúria atrás de quem me ultrapassasse e teria acabado por "rebentar". Mas não, aguentei-me e só pensava "Mais á frente vou ultrapassar esta malta toda! Eles vão rebentar no último km!".
Ao km 18, não sei se foi da energia de uma banana que entretanto enfiara pela goela ou da vontade de acabar com a corrida, recebi uma garrafa de água que despejei na mona e arrisquei! Aumentei a passada o mais que consegui, ultrapassei um e outro concorrente e depois outro! E de cada um que ficava para trás mais eu corria! Sentia o coração a rebentar no peito, as pernas a pedirem clemência, os joelhos deixaram de existir, mas eu corri. E nos últimos metros gritava "FORÇA! VAI! ESTÁ QUASE! CORAGEM!" a todos os que deixava para trás! Mas isso era mais para mim próprio do que para os outros. A meta apareceu, elevei os braços e cheguei! E como me senti realizado! A equação é simples: são 21 km a percorrer no mínimo de tempo possível e, mesmo assim, já não me sentia assim tão contente comigo mesmo há muito tempo! E assim, ao final de cerca de 1 h e 43 min, bem colocado no primeiro 1/4 da tabela classificativa, cumpri um dos meus objectivos para este ano! Em Dezembro há mais!!

(Depois da chegada, conversando com alguns companheiros de viagem!)



2 comentários:

Mário Lima disse...

Olá Miguel

Fez uma prova, que sendo o baptismo nesta distância, correu lindamente.

Quando cumprimentei o amigo Fábio e o mano Hamilton ainda na ponte, procurei não o perder de vista pois sei que a juventude tem destas coisas, cai em excessos e depois paga a factura.

:)

No abastecimento ainda fomos ali um pouco lado a lado mas quando acelerou eu deixei-me ficar, aquilo não era andamento para mim e contei sempre que iria, mais tarde, diminuir a passada, era "velocidade" a mais. Está nos livros.

:))

Como nunca mais o vi fiquei expectante sobre o tempo feito. Mesmo com a quebra que ocorreu e com aquele espírito que caracteriza quem gosta de cerrar os dentes e buscar energias onde parece que não existem mais, cortou a meta num bom tempo.

A alegria sentida é bom sintoma, venceu um desafio com muito querer e isso traz sempre uma ponta de orgulho pelo desafio vencido.

Teremos oportunidade de nos ver em outras provas, pois isto de atletismo tem destas coisas: "Primeiro estranha-se, depois entranha-se" e não queremos outra coisa.

:)

Abraços e Parabéns

Precis Almana disse...

Parabéns! Eu só fazia as minis :-)